Artigos

O dom de ter a verdadeira informação.

Gastar energia tentando motivar as pessoas é, de modo geral, uma perda de tempo”… (Jim Collins). Está afirmação no livro empresas feitas para vencer, tem como base que se você tem as pessoas certas em cada setor de sua empresa, estas se auto motivarão.

O que você deve pensar quanto a liderança é como não desmotivar sua equipe. A principal regra é não alimentar falsas esperanças no indivíduo.

Crie um clima organizacional em que a verdade prevaleça e que cada colaborador tenha acesso para falar a verdade nua e crua dos acontecimentos da empresa.

É muito comum empresas confundirem a oportunidade de “ter voz” do que a oportunidade de “ser ouvido”. Por isto, é importante criar a cultura interna de que pessoas possam ser ouvidas e assim fazer com que a realidade da empresa prevaleça.

Trabalhando nesta sistemática será muito mais fácil corrigir erros, processos, captar pessoas comprometidas e melhorar de forma contínua e crescente os resultados da empresa.

Seja um líder com perguntas e não com respostas prontas. Tenha humildade para compreender que você não tem todas as respostas e saiba fazer as perguntas que levarão as melhores insights possíveis.

Quando os líderes conseguem se envolver no diálogo e no debate entre setores, a coação desaparece.

Você está precisando rever sua marca e posicionamento no mercado? Fale conosco, agende uma visita para viabilizarmos seu planejamento de marketing e comunicação. Temos o diferencial de lhe ajudar na sua reestruturação organizacional.

O que esperar para sua empresa.

Tenho acompanhado nestes anos de profissão empresas que começam bem, sabendo para onde irão e no decorrer do caminho acabam se perdendo. Isto acontece por inúmeras razões. Pode ser por que deixaram de acreditar em seus mercados ou produtos, foram mal orientados por profissionais que eu chamo de “profissionais do mundo da fantasia ou profissionais teóricos” que quando são obrigados a colocar em prática seus projetos, acabam levando a empresa para situações financeiras perigosas, e tem as empresas que estagnaram e buscam desesperadamente encontrar uma luz que ajude a melhorar a fase que se encontram.

Enfim, o mercado em geral é muito dinâmico, nossas vidas são afetadas diariamente pela economia, política, tecnologia e a informação. Chamo a atenção para o último item, a informação.

Hoje com as redes sociais fazendo parte integral de nossas vidas, vejo administradores e consumidores sendo refém da informação. É tantos dados, tanta comunicação em todos os canais (online e impresso) que muitas empresas já não sabem ou nunca souberam utilizar tudo isto a seu favor.

Vejo muitas empresas de diferentes portes de tamanho com a mesma dificuldade em trabalhar todas estas informações que obtém. Falta tempo, falta pessoas, falta dedicação e orientação. E tudo isto vai sendo empurrado para o futuro.

Não usar corretamente as ferramentas de tecnologia com as informações obtidas é um desperdício de energia e dinheiro para a empresa. E isto faz com que muitas empresas estejam na situação de espera. Lembre-se que a hora certa é o agora. Não perca mais tempo e dedique-se a buscar retorno com sua base de dados.

Você está precisando rever sua marca e posicionamento no mercado? Fale conosco, agende uma visita para viabilizarmos seu planejamento de marketing e comunicação.

Quanto Custa – Parte II

Em nosso último artigo falamos de preço e como fugir das brigas apenas por valores de produtos. Agora vamos abordar de forma mais direta os componentes intangíveis do preço que ajudam as empresas a fugirem destas brigas que reduzem margens e fazem os lucros desaparecerem.

Para que se consiga sair das margens do preço, os valores abstratos devem se sobressair na compra, como por exemplo a segurança do local, o impacto social e afetivo, reconhecimento da marca e a auto realização. Estes itens geralmente são os mais utilizados para agregar ao produto mais valor.

Está estratégia não se aplica somente em produtos de luxo, e sim, em qualquer produto, serviço e marca que começa a ser trabalhada para o mercado e seus públicos de interesse. Por exemplo, uma consulta médica pode variar de preço 1.000%, vai depender da solidez da formação dos profissionais, de sua notoriedade, da segurança que oferece, e até mesmo sua afetividade, reconhecimento e auto realização que este serviço proporciona aos seus pacientes.

Tudo isto é bastante conhecido quando se fala em valores reconhecidos pela marca. Embora todos os produtos estejam atrelados ao atendimento das necessidades de cada cliente, os valores intangíveis devem ser agregados para se trabalhar diferenciais, fugindo assim da briga por preços.

Com estas estratégias definidas, fica mais claro para o setor de marketing desenvolver a comunicação mercadológica capaz de sensibilizar esse mercado e atingir em cheio os seus públicos de interesse.

É importante estar ciente que o preço se baseia não na realidade concreta apenas do produto/serviço e sim, em valores abstratos que possam ser perceptíveis pelo mercado e incorporados a um produto/serviço, ao qual possa estimular as vendas e criar aceitação com os consumidores.

Você está precisando rever sua marca e posicionamento no mercado? Fale conosco, agende uma visita para viabilizarmos seu planejamento de marketing e comunicação, e fuja do “quanto custa?”.

 

Quanto Custa?

Para você que tem um negócio e atende pessoas, a frase pontual da negociação é “Quanto Custa?”, frase que você deve ouvir sempre. E sua resposta, como é?

Podemos dizer que o preço de venda de um produto, de forma tangível e pelo prisma da empresa, é uma resultante do custo de utilização dos seus potenciais, do atendimento de suas necessidades e da realização de usas expectativas. Ou seja, resulta diretamente de seus custos, de sua expectativa de lucro e de suas necessidades de reinvestimento, a fim de permanecer no negócio.

Ou seja, o preço de venda deve ser tal que, ao vender a quantidade projetada, obtém-se uma receita bruta que permita pagar todas as despesas da empresa e proporcionar o lucro desejado.

A variação dos custos hoje em nosso mercado brasileiro é tamanha, pois sempre precisamos estar de olho nas oscilações do mercado para as matérias primas, insumos e mão de obra direta que fazem o preço dos produtos subirem ou descerem.

E é imprescindível estar atendo ao que a concorrência está cobrando por seus produtos e serviços. Este é o indicador mais preciso para se identificar a expectativa de preços do mercado e definir as margens de preço. Quanto maior for a percepção do mercado apenas nos atributos tangíveis do produto, ou do serviço em questão, mais estreita e precisa será a margem praticada pelos diversos concorrentes.

Esta é uma das importantes funções da comunicação, ao qual devem buscar agregar e ressaltar atributos intangíveis, para poder desfazer esse empate técnico da concorrência e alargar a margem de preço de sua empresa. A diferenciação é o segredo para sair da briga de preços.

Quando um cliente perguntar sobre preço, sua equipe deve estar preparada para responder com toda segurança os benefícios, diferenciais e garantias do seu produto/serviço.

Você está precisando rever sua marca e posicionamento no mercado? Fale conosco, agende uma visita para viabilizarmos seu planejamento de marketing e comunicação, e fuja do “quanto custa?”.

O Poder da Marca

A imagem de sua marca forte é fonte de receitas constantes, tendo como causa principal a fidelidade de seus clientes. Toda empresa deveria trabalhar para criar uma preferência dos consumidores por sua marca, ou ainda, criar lealdade com à marca. No entanto nem sempre o gestor da marca dá a devida importância a sua assinatura.

Podemos dizer que existem quatro fases de trabalho em uma marca, ao qual começamos pela identificação da marca, onde o consumidor associa um tipo de produto/serviço a sua marca. Depois disto, vem a aceitação da marca, ao qual o consumidor considera sua marca entre as alternativas a serem consideradas na hora da compra. Na terceira fase vem a preferência da marca, neste estágio o consumidor considera sua marca a melhor para fechar a compra. E na quarta fase, a tão sonhada lealdade da marca, onde o consumidor considera a sua marca a melhor e somente comprará esta marca.

Uma das formas de medir o prestígio de sua marca é avaliar em que medida ela se associa na categoria de produtos/serviços que representa. Quando a marca é a primeira a ser lembrada pelos consumidores em uma dada categoria de produtos/serviços, diz-se que a marca está no topo da mente (Top of mind).

Então para se desenvolver uma marca não pode ficar limitado ao produto/serviço ao consumidor. Ela precisa ter associação, padronização, posicionamento e diferenciação.

Se sua marca não é trabalha com atenção, ela está superficial no mercado, não agregando valor para sua receita. Um bom trabalho de marca deve ser pensado em valor líquido, identidade padronizada, posicionamento, personalidade, caráter e a imagem.

Quando tais propósitos são trabalhados pelo marketing, o consumidor passa a manter com as marcas uma relação mais emocional do que racional, criando uma associação espontânea com a marca e seus produtos/serviços.

Você está precisando rever sua marca e posicionamento no mercado, fale conosco, agende uma visita para viabilizarmos seu planejamento de marketing e comunicação.

Planejar para conquistar.

Um novo ano se aproxima e com ele, novos desafios e metas para sua empresa. É hora de reavaliar estratégias aplicadas e resultados alcançados. Nesta época muitas empresas estruturam o planejamento estratégico para que 2018 comece com todo o vapor.

E é sempre importante mostrar claramente para as equipes onde a empresa deseja chegar com seus objetivos e metas. Quanto mais sua empresa conseguir estruturar o planejamento, mais facilmente poderá cobrar de suas equipes o trabalho qualificado.

A rentabilidade de sua empresa precisa ser pensada e estruturar de uma forma realística, definindo uma segmentação, definindo quais produtos/serviços continuam, quais os lançamentos, como trabalhar focado em seu mercado-alvo e logicamente ter um posicionamento bastante claro.

Com essas definições plenamente estruturadas é possível desenvolver um planejamento estratégico de marketing com base real na obtenção de maiores lucros para a empresa. Toda a comunicação deve ser pensada para falar diretamente com o seu público alvo, ao qual, deve perceber e se identificar com essas diretrizes que fazem com que se torne um diferencial no mercado.

Comece o ano de 2018 com sua empresa estruturada, focando seu planejamento estratégico em buscar resultados mais satisfatórios. Tenha seus esforços minimizados e os seus lucros maximizados.

Precisa reavaliar seus resultados? Fale com nossa equipe da SR Comunicação & Marketing. Desenvolvemos o planejamento de sua empresa com foco, criatividade e com obtenção de metas.

2017 - SR comunicação e marketing